Seja bem vindo, você também

domingo, 17 de agosto de 2014

Descomplicando

Olá, à todos!
“Um certo pintinho dentro do ovo, prestes a nascer, e se sentindo inteligente, tentou entender de que era feita a casca do ovo, para em seguida descobrir um jeito de quebrá-la e sair de dentro dele. Depois de um certo tempo pensando pensando, decidiu tentar quebrar a casca com o bico mesmo, aí fez um furo, e ao olhar por esse furo, notou que seus irmãos já estavam correndo e brincando no terreiro”...
Uma mulher me disse uma vez, “que eu era tão inteligente que era burro”. E apesar de eu ter entendido o que ela quis dizer, eu não tinha me tocado sobre isso. Hoje estou tentando resolver esse problema descomplicando um pouco as coisas, e parece que está dando certo.
Casca de ovos e pintos no chãoA imagem dos pintos foi feita no Blender, e por ser um render com partículas, o processador do meu computador não está conseguindo acompanhar bem esse tipo de trabalho só tá dando pro gasto mesmo, espero que entendam e que gostem também.
Clique nas imagens para ampliar. Grato pela visita e sintam-se a vontade para opinar.
Sem mais e até a próxima.

17 comentários:

  1. Bom dia, Tito, vim conhecer o seu blog,achei extremamente interessante.
    Adorei a sua postagem e li a respeito do seu trabalho. Parabéns!
    Não sei como faço para ser sua seguidora. Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marli!
      Fico muito agradecido pela sua visita ao blog, e me sinto lisonjeado por ter gostado do meu trabalho.
      Quanto a seguir, eu costumo copiar a URL do blog que quero seguir, em seguida faço login, e no painel do Blogger, na lista de leituras clico em adicionar, aí é só colar e salvar. Mas clicando no link (Participar deste site) acima dos seguidores, acho que também dá, nunca fiz assim, mas acho que deva ser a mesma coisa.
      Obrigado, e um grande abraço pra você.

      Excluir
  2. Tito, será que compreendi sua mensagem? Você quis dizer que nem sempre devemos pensar muito, e sim, tomar logo iniciativas, ousar?
    Foi isso que pensei rs...
    Beijos e muita paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Shirley!
      É mais ou menos no sentido do custo benefício relativo ao tempo que se pode perder idealizando algo, que, muitas vezes, vale menos que esse tempo. E nesses casos não há riscos em ousar, e em fazer sem pensar.
      Abraço.

      Excluir
  3. DE GRANDE SUAVIDADE A MENSAGEM DESTE POST E MUITO ME ALEGRA!
    AGORA, DEVE SER DIFÍCIL FAZER ESSES TRABALHOS ARTÍSTICOS HEIN RS...ABRAÇOS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Ricardo!
      Na verdade, algumas imagens, como essa do post, são bem simples de fazer. Mas um bom computador ajuda muito, no que se torna uma parceria bem interessante entre a máquina, o software e o usuário.
      Grande abraço.

      Excluir
  4. Esses pintinhos me fizeram lembrar da minha sogra , que nesse final de semana aqui na minha chácara, ajudou dois pintinhos a deixarem a casca. Quando ela me contou, eu perguntei se eles viveram e ela disse que morreram. Aos 86 anos temos que dar um desconto! Se ela não aprendeu até agora, jamais aprenderá que isso foi um erro. A Natureza tem suas leis.
    Abraço e boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, temos sim. São de geração com meios de comunicação totalmente distintos da nossa. Mas o que vale é a intenção, e as vezes uma ajudinha à natureza acaba por dar certo.
      Valeu pela presença ao blog e por o está seguindo.

      Excluir
  5. Olá Tito! Fiquei feliz com a tua visita e teu gentil comentário. Espero que voltes mais vezes, pois será sempre um prazer renovado.

    Quanto aos pintinhos, se o computador ajuda ou não, o problema é dele, o mais importante é que os pintinhos estão lindos, prova inconteste do grande profissional que és. Parabéns!

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  6. Valeu, Rosemildo!
    Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  7. Tito, passei por aqui, para saber se nasceram mais pintinhos rs...
    Deixo-lhe um abraço!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Shirley!
      Obrigado pela visita. Quanto aos pintinhos, estive meio sem tempo, mas logo logo postarei novidades. Valeu, e grande abraço.

      Excluir
  8. Olá, Tito, tudo bem ?
    Nesta tarde meio sol, meio cinza, de sábado aqui em Sampa, aproveito para te desejar, um fim de semana agradável. Cada um, dentro do seu proporcional tempo. Mas, não podemos esquecer, que é o Criador, o regente dos nossos sonhos e inspirações. Portanto, nesse caminhar de vontades, o que não aconteceu no dia de hoje, é por que, só realizar-se, em um tempo determinado. E todo tempo é tempo, desde que o Pai Eterno, assim, nos conceda.
    Paz e Luz
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, José Maria!
      Muito bonitas suas palavras. Um bom fim de semana para você também. Obrigado e grande abraço.

      Excluir
  9. Oi, bom tudo, Tito
    Eu vim aqui, nesta noite de sábado, lhe trazer um verso, para você, refletir conosco:
    I
    Lágrimas despejadas, amargas, em desobrigas de ir embora.
    E já não basta terços, rezas e patuás, que outrora consolava
    Em rodas de ritos, a cólera maldita, assobiante com o ebola
    Agride a terna Mãe África, desesperada, pelos filhos, chora.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  10. Uma história muito simples, entretanto bastante reflexiva. Eu fico imaginando se o pintinho não ousasse, se ele se submetesse a esperar o 'novo' acontecer. Não somos diferentes, temos que aprender a equilibrar isso. Essa frase "tão inteligente que era burro" me provoca uma certa curiosidade. Será que ser muito inteligente nos submete a pensar demais, e tão exageradamente que perdemos o tempo?

    Enfim, vim aqui hoje visitar sua página. (Um tempinho de sobra no trabalho e resolvi entrar rs)

    Beijos tio, parabéns. Cada dia você está melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bárbara!
      Muito legal receber sua visita.
      Essa frase sempre me "puxa as orelhas" quando perco tempo demais com coisas não tão importantes.
      Obrigado pelo comentário!
      Grande abraço.

      Excluir